http://areascontaminadas.cetesb.sp.gov.br

Planilhas para Avaliação

Planilhas para Avaliação de Risco em Áreas Contaminadas sob Investigação

A CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo determinou em sua Decisão de Diretoria nº 103/2007/C/E, de 22 de junho de 2007, a elaboração de planilhas para avaliação de risco em áreas contaminadas sob investigação, objetivando padronizar e otimizar a execução dos estudos de avaliação de risco realizados no Estado. Essas planilhas serão aplicadas na quantificação do risco à saúde humana em áreas contaminadas sob investigação e no estabelecimento de concentrações máximas aceitáveis (CMAs), auxiliando os profissionais que atuam no gerenciamento de áreas contaminadas na elaboração de Planos de Intervenção.
Os cálculos têm como base o procedimento descrito no RAGS – Risk Assessment Guidance for Superfund – Volume I – Human Health Evaluation Manual (Part A) (US.EPA, 1989) para quantificação da exposição e do risco, bem como as equações de Domênico (1987) para transporte de contaminantes em meio saturado, o modelo de Jury e Johnson (1991) para transporte de contaminantes em meio não saturado e Johnson e Etinger (1992) para intrusão de vapores.
Todos os parâmetros de entrada dos modelos matemáticos utilizados foram amplamente discutidos por grupo multidisciplinar composto por profissionais da CETESB e especialistas da iniciativa privada, visando o emprego de valores para os fatores de exposição e do meio físico aplicáveis à realidade do Estado de São Paulo.
As planilhas possibilitam a quantificação dos riscos para substâncias não carcinogênicas e carcinogênicas, individual e cumulativo, considerando os cenários de exposição e substâncias químicas selecionadas pelo usuário, bem como o cálculo das CMAs para essas substâncias. Para tanto, incluem bancos de dados com informações sobre as propriedades físico-químicas e toxicológicas de 755 substâncias.
A estratégia adotada na elaboração das planilhas foi o desenvolvimento de uma interface simplificada de entrada de dados, associada a relatórios automáticos de resultados, possibilitando desta forma:

  • Agilidade e clareza no processo de quantificação do Risco e de CMAs;
  • Padronização das interfaces de entrada;
  • Padronização dos relatórios de saída.

ATUALIZAÇÃO DE MAIO DE 2013
Essa atualização incorpora novas substâncias e os parâmetros toxicológicos e físico-químicos da versão de novembro de 2012 da planilha de RSLs (Risk Screening Levels)  do programa “Superfund” da USEPA. A versão anterior da planilha da CETESB utilizava os dados de 2009.
As novas planilhas foram desenvolvidas no programa Microsoft® Excel 2010 Professional, sendo a plataforma mínima necessária para a sua operação o Windows XP e o Excel 2007 ou posterior.
INSTALAÇÃO
As planilhas estão divididas em quatro arquivos, devendo ser utilizadas separadamente para a quantificação do risco à saúde humana e o estabelecimento das CMAs para o cenário de exposição considerado:

 

Ao abrir o arquivo, permitir a execução de macros.
Problemas detectados poderão ser comunicados à CETESB por meio do endereço planilhaar@cetesbnet.sp.gov.br.